Cobrança na Espanha

A sua empresa tem um cliente espanhol que não está pagando as suas faturas? Na Europa, os espanhóis são conhecidos por seus atrasos em pagamentos. Não só os seus clientes se sentirão a vontade para atrasar pagamentos, mas até o próprio governo espanhol é conhecido por seus atrasos. Empresas espanholas, frequentemente trabalham com prazos de pagamento bem maiores que em outros países da Europa. O sistema legal espanhol, tende a proteger os devedores, o que exigira mais esforços para a recuperação da dívida. Nossos advogados de recuperação de dívida espanhóis têm toda a experiência e conhecimento para fazer seu devedor pagar. Do momento em que o seu caso nos for entregue, até o final, faremos o nosso melhor para que você receba o seu dinheiro. Nós temos um escritório em Barcelona, que pode de fato facilitar a cobrança.

Sugestões quando seu cliente espanhol não está pagando:

  • Ligue para o seu cliente espanhol e pergunte a razão pelo atraso no pagamento;
  • Caso após a ligação não haja pagamento ou resposta, envie uma notificação por escrito, via correio registrado (BUROFAX).
  • Esteja ciente de que o seu devedor espanhol pode estar tentando ganhar tempo, oferecendo acordos de pagamentos, porem sem segui-los. Seja persistente e não espere muito.
  • Na Espanha o período de pagamento de 7 dias é comum

Leia mais

  • No lembrete de pagamento, anuncie que se o cliente não pagar, você vai entregar a cobrança à terceiros, sob às custas do cliente;
  • Sempre tenha seus acordos por escrito.

Cobrança na Espanha

Cobrança na Espanha

  • Nossos advogados espanhóis estão familiarizados com a legislação local

Nossos advogados de cobrança espanhóis tem vasta experiência e conhecimento da legislação, regulamentos, costumes comerciais e cultura da Espanha. Isto faz com que seja mais fácil convencer e encorajar o devedor espanhol a resolver a questão amigavelmente.

  • Recuperação de crédito no idioma espanhol

Nossos advogados dominam o seu idioma e o idioma do devedor, espanhol, o que lhes permite romper quaisquer barreiras lingüísticas.

Enviar uma cobrança

  • Cobrança customizada

Nossa abordagem de cobrança é customizada para cada caso único, e nós lhe fornecemos um atendimento personalizado.

  • Conselho Honesto

Nós sempre lhe daremos um conselho honesto sobre as suas chances de sucesso no seu caso de recuperação de crédito. Colocar os seus interesses em primeiro lugar, nos é muito importante, sempre nos esforçando ao máximo para informa-lhe de todas as opções e o melhor caminho a seguir. Facilmente você poderá comprovar que usamos na pratica nossos valores de integridade e justiça.

Nr.
0
para Cobrancas na Espanha
+
0
anos de experiência
+
0
funcionários internacionais

O processo de recuperação de crédito na Espanha

Quando lidando com uma cobrança na Espanha, o processo de recuperação do seu crédito pode ser dividido em duas fases. Durante a fase extrajudicial, a cobrança acontece de forma amigável e sem intervenção da Justiça. Já durante a fase judicial, o Poder Judiciário é envolvido. Por sermos um escritório de advocacia, podemos cuidar do seu caso em ambas as fases. A maioria das reclamações de credito na Espanha, são resolvidas sem a intervenção do Poder Judiciário.

1. Cobrança Extrajudicial

Em princípio, sempre iniciamos o processo de cobrança com a fase extrajudicial. Nesta fase, tentamos evitar a  ida  ao Tribunal, pois processos judiciais podem ser onerosos. Entraremos em contato com seu cliente espanhol para exigir o pagamento. Durante a fase extrajudicial, temos as seguintes opções:

  • Notificação de cobrança por escrito e telefonemas: Enviamos ao devedor uma solicitação de pagamento por escrito e entramos em contato com eles por telefone. Exigimos que paguem a sua reivindicação dentro de alguns dias, juntamente com juros e custos de cobrança;
  • Lista Negra: Nossos advogados espanhóis podem registrar o devedor na chamada lista negra, ASNEF. Empresas registradas em tal lista, frequentemente tem dificuldade em encontrar novos parceiros comercias ou manter os existentes. Alem do mais, ainda terão dificuldades em conseguir credito. Como, sem duvida, o seu cliente quer evitar tal situação, anunciar tais medidas é uma boa forma de pressioná-lo.

2. Cobrança Judicial

Se o seu devedor se recusar a pagar durante a fase extrajudicial, após discussão com você, podemos ir ao Tribunal. Nós sempre lhe forneceremos informações com antecedência sobre os custos potenciais, e nós só procederemos com a sua permissão. Na Espanha, temos as seguintes opções para litigar contra devedores:

  • Processo de pagamento (“Processo monitório”): No âmbito de um processo de injunção de pagamento, é apresentado um pedido ao Tribunal, que envia ao devedor um despacho. O devedor tem então apenas vinte dias para responder. O devedor pode pagar a divida , ou apresentar uma defesa. Se for apresentada uma defesa, o processo é automaticamente encaminhado para processo civil ordinário. Se o devedor não apresentar uma defesa, a injunção de pagamento pode levar a um julgamento relativamente rápido;
  • Processo sumário (reclamações até 6.000 €): No processo sumário, é enviado ao tribunal um mandado de citação, e o devedor pode apresentar uma defesa. Normalmente, o juiz vai tomar uma decisão em papel, mas as partes também podem solicitar uma audiência;
  • Processo civil ordinário (reclamações superiores a 6.000 euros): os processos civis ordinários relativos a créditos superiores a 6 000 euros são extensos e podem levar tempo (em média, um a dois anos). Novamente, o credor arquiva sua ordem de convocação e o devedor pode apresentar uma defesa. Geralmente há uma pré-audiência para estabelecer os fatos, provas e testemunhas, e então uma data é fixada para o julgamento;
  • “Juicio cambiario”: Se o seu pedido é baseado em um cheque devolvido ou letra de câmbio, em seguida, na Espanha, há um procedimento separado. Com base nessas letras de câmbio ou cheques, o Tribunal ordena ao devedor que efetue o pagamento no prazo de dez dias. Simultaneamente, o Tribunal pode cobrar uma apreensão prévia de bens pertencentes ao devedor;
  • Procedimento europeu de injunção de pagamento: Quando de uma reivindicação de crédito não contestada, entre duas partes domiciliadas em países membros da união européia, e possível iniciar um Procedimento Europeu de Injunção de Pagamento. O advogado que estiver trabalhando no seu caso, ira lhe aconselhar se esta ação é adequada para a resolução de seu conflito.
  • Para dar entrada no Procedimento Europeu de Injunção de Pagamento, o credor normalmente tem que preencher um formulário e submetê-lo ao parecer do Juiz. O Juiz então, emitira a Injunção de Pagamento Européia. O devedor terá 30 dias para responder se eles contestam a reclamação. Caso não haja contestação em 30 dias, poderemos pedir ao juiz que torne a ordem de pagamento definitiva, chamada de declaração de executoriedade. Esta é uma sentença valida e executável em qualquer estado membro. O Procedimento Europeu de Injunção de Pagamento não é adequado para litígios onde as partes discordam sobre as faturas, por exemplo. As vantagens deste procedimento, são a rapidez e os custos baixos(Alguns estados membros nem mesmo cobram uma taxa judicial). A desvantagem é que se a questão se tornar uma disputa, o procedimento tem que ser terminado e caso o credor ainda queira prosseguir, há a necessidade de se iniciar uma ação ordinária.